Educação Básica - Projetos e Artigos científicos ACESSAR

Prefeitura lança agenda inédita para celebrar o mês da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha

Curta a agenda:
Curta o CEERT:
Combate ao racismo e autonomia econômica são temas centrais em atividades presenciais e virtuais durante o mês de julho/ Imagem: Reprodução - Divulgação - Prefeitura Rio

Ínicio: 09:00, Sexta, 23 de Julho de 2021
Término: 19:00, Quinta, 29 de Julho de 2021
Local: Veja a descrição na programação online e presencial


A Secretaria Especial de Políticas e Promoção da Mulher (SPM-Rio) deu início a uma agenda inédita de atividades para celebrar o mês da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha. Chamada de Mês das Pretas, a iniciativa vai promover oficinas, rodas de conversas e grupos reflexivos virtuais e presenciais nas Casas da Mulher Carioca, nas Salas Mulher Cidadã, no Palácio 450, na Vila Olímpica Mestre André e no Centro Administrativo São Sebastião.

Entre as atividades estão debates sobre a violência contra as mulheres negras em favelas e periferias, grupos reflexivos de combate ao racismo, webinário sobre autonomia econômica para mulheres negras, uma exposição sobre mulheres negras cientistas, oficinas de tranças e turbantes e apresentação de capoeira. O calendário conta ainda com o lançamento do Comitê Marielle Franco de Enfrentamento à Violência Política.

O objetivo é aumentar a conscientização sobre o papel transformador das mulheres negras na sociedade e combater o racismo, que ainda faz com que elas sejam maioria em situação de violência doméstica, comunitária, institucional e política.

– Nós, mulheres negras, somos fundamentais na história e cultura do Rio de Janeiro. Estamos construindo uma cidade que seja referência na equidade de gênero, e é urgente que essa luta esteja conectada com o antirracismo – afirmou a Secretária  de Políticas e Promoção da Mulher, Joyce Trindade.

O dia 25 de julho é celebrado como Dia da Mulher Negra Latino-Americana Caribenha desde 1992. No Brasil, a Lei nº 12.987 de 2014 tornou o 25 de julho o Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra. Tereza de Benguela foi uma importante liderança quilombola, resistindo à escravidão por décadas, junto a sua comunidade negra e indígena. 

Mulheres Negras sofrem mais violências

Segundo o Atlas da Violência, em 2018, 68% das mulheres assassinadas no Brasil eram negras e no intervalo de uma década, os homicídios de mulheres negras aumentaram 12,4%, enquanto os homicídios entre mulheres brancas caíram 11,7%.

Na cidade do Rio, onde as mulheres negras representam 46% da população feminina, 53% das vítimas de violências contra as mulheres foram mulheres negras, em 2019, segundo o Instituto de Segurança Pública.

O artigo intitulado “A cor da dor: iniquidades raciais na atenção pré-natal e ao parto no Brasil”, indica que,  durante a episiotomia, que por sinal não é mais uma prática recomendada, a chance da mulher negra não receber anestesia é 50% maior. Do grupo de mulheres que receberam o corte no períneo, em 10,7% das mulheres pretas não foi aplicada a anestesia local para a realização do procedimento, enquanto no grupo das mulheres brancas a taxa de não recebimento de anestesia foi de 8%.

Confira a agenda completa do Mês das Pretas:

08 de julho

18h30 – Live Lutas das Mulheres Negras. Instagram: @secretariadamulher.rio

13 de julho

13h30 – Abertura do Mês das Pretas na Casa da Mulher Carioca – Dinah Coutinho. Roda de Conversa + Apresentação de Capoeira. Local: Vila Olímpica Mestre André – Padre Miguel

15h – Oficina de Turbante. Local: Casa da Mulher Carioca Tia Doca

14 de julho

14h – Oficina Fala e Música. Reflexão sobre o racismo. Local: Casa da Mulher Carioca Dinah Coutinho

15h – Oficina Fala e Música. Reflexão sobre o racismo. Local: Casa da Mulher Carioca Tia Doca

15 de julho 

13h30 – Mês das Pretas na Casa da Mulher Carioca – Tia Doca – Roda de Conversa + Apresentação de Capoeira. Local: Palácio 450 

19 a 22 de julho

Webnário – AfroEmpoderadas: autonomia econômica para mulheres negras. Em breve mais informações.

19 de julho

09h – Exposição – Mulheres Negras Cientistas. Abertura no salão de entrada da Prefeitura. Local: Centro Administrativo São Sebastião – Prefeitura do Rio

14h – Roda de Conversa – Mulher de Direitos. Local: Casa da Mulher Carioca Dinah Coutinho

20 de julho

14h – Cine-debate. Exibição de documentário com temática do mês. Local: Casa da Mulher Carioca Tia Doca

21 de julho

14h – Oficina de Turbante. Atividade nas Casas da Mulher Carioca. Local: Casa da Mulher Carioca Dinah Coutinho

23 de julho

16h – Lançamento do Comitê Marielle Franco de Enfrentamento a Violência Política. Facebook: @secretariadamulher.rio

25 de julho

14h – 6ª edição – Marcha das Mulheres Negras 2021. Atividade Virtual. Em breve mais informações.

27 de julho

14h – Roda de Conversa – Mulher de Direitos. Local: Casa da Mulher Carioca Tia Doca

28 de julho

09h – Roda de Conversa sobre o Mês das Pretas na Sala Mulher Cidadã. Local: Vila Olímpica Clara Nunes

14h – Cine-debate. Exibição de documentário com temática do mês. Local: Casa da Mulher Carioca Dinah Coutinho

29 de julho

09h – Roda de Conversa sobre o Mês das Pretas na Sala Mulher Cidadã. Local: Centro Esportivo Miécimo da Silva 

15h –  Oficina de Tranças. Local: Casa da Mulher Carioca Tia Doca

Endereço das atividades presenciais:

Casa da Mulher Carioca Dinah Coutinho: Rua Limites, 1349 – Realengo

Casa da Mulher Carioca Tia Doca: Rua Júlio Fragoso, 47 – Madureira

Centro Administrativo São Sebastião: R. Afonso Cavalcanti, 455 – Cidade Nova

Centro Esportivo Miécimo da Silva: Rua Olinda Ellis, 470 – Campo Grande 

Palácio Rio 450: R. Carolina Machado, 920 – Oswaldo Cruz

Vila Olímpica Mestre André 1800: R. Mal. Falcão da Frota, 1782 – Padre Miguel

Vila Olímpica Clara Nunes: R. Pedro Jório, 528 – Coelho Neto/Acari

Curta a agenda:
Curta o CEERT: