Chamada Pública: ReIntegrar com equidade de raça e gênero para egressos do sistema carcerário ACESSAR

Aniversário de São Paulo: confira a programação completa!

Autor: Redação Catraca Livre e Cidade de São Paulo Data da postagem: 12:59 23/01/2020 Visualizacões: 474
Curta a nóticia:
Curta o CEERT:
Ney, Karol Conká, Emicida e Elba Ramalho estão entre os destaques do Aniversário de São Paulo, em 2020! / Imagem: Divulgação - Reprodução - Catraca Livre

Prefeitura oferece mais de 300 atividades no dia 25 de janeiro, como shows, cinema, dança, teatro e circo, em cerca de 150 pontos nas ruas e equipamentos culturais

A cidade de São Paulo completa 466 anos no dia 25 de janeiro. Para comemorar a data, a Prefeitura oferece uma grande programação cultural. O Aniversário de São Paulo celebra a fundação da maior cidade da América Latina promovendo uma reflexão sobre a sua história por meio das atividades programadas para o 25 de janeiro. Estão programadas mais de 300 atividades entre shows, palestras, cinema, dança, circo, teatro, programação infantil, debates e roteiros de memória distribuídos por cerca de 150 pontos em todas as regiões da cidade. A programação de aniversário integra o Agendão, do programa São Paulo Capital da Cultura, da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo.

Entre as atividades programadas na região central, o destaque é o Grande Cortejo Modernista. Na festa da cidade cabem todos os ritmos e gêneros: da cultura indígena, passando pelo forró, pelo hip hop, pelo samba, erudito e rock, até atrações de música brasileira e carnaval.

Participam desse espetáculo itinerante a céu aberto artistas como Elba Ramalho com Bixiga 70, Karol Conka, Rashid, Ney Matogrosso, Skank, Demônios da Garoa e a bateria da escola de samba Vai-Vai. Para dar vida a personagens históricos, foram convidados atores como Pascoal da Conceição, interpretando o escritor Mário de Andrade. A Orquestra Sinfônica Municipal, o Coro Lírico, o Balé da Cidade de São Paulo e o Coral Indígena Guarani Amba Vera também integram a apresentação.

A abertura do cortejo será no Pátio do Colégio, às 14h, e o itinerário inclui o Largo São Bento, Rua Líbero Badaró, Avenida São João, Viaduto do Chá, Praça Ramos de Azevedo - onde fica o Theatro Municipal de São Paulo -, Largo do Paiçandu, esquina das avenidas Ipiranga e São João e Praça da República. O público é convidado a percorrer pontos históricos e lugares de memória que se relacionam com a cultura brasileira em todas as suas formas.

Entre as atividades descentralizadas, que acontecem nas cinco regiões da cidade, está o show de Emicida, no Palco Praça Brasil, na Zona Leste. Depois de duas apresentações que lotaram o Theatro Municipal, no ano passado, para a gravação do DVD “AmarElo”, o cantor retorna para uma apresentação ao ar livre durante o aniversário de São Paulo. O espetáculo foi o vencedor da categoria melhor show do prêmio APCA 2019. O rapper concebeu este trabalho “como quem manda cartas de amor”. No repertório, a faixa-título “Eminência Parda”, entre outras canções, além de músicas que marcam seus dez anos de carreira.

Outro espaço que recebe programação neste dia é o Centro Cultural da Juventude. Um grande encontro de talentos da nova geração do rap com Drik Barbosa, Kamau e Rashid. A carreira da MC, que participou, em 2015, da música “Mandume” de Emicida, começou na Batalha do Santa Cruz, na qual desenvolveu suas habilidades no freestyle, método baseado na improvisação. Da mesma fonte, vieram também Rashid, Projota e o próprio Emicida. Uma das principais referências entre o rap clássico e o contemporâneo, Kamau é um dos principais nomes do gênero no Brasil. Rashid, que significa “justo” e “corretamente guiado” em árabe é um rapper que tem uma carreira musical recente, mas já muito sólida. Seu primeiro álbum foi lançado em 2016, mas o rapper já se tornou referência no segmento, principalmente em São Paulo, onde nasceu. Seu mais recente trabalho, “Tão Real”, é multiplataforma, com conteúdos disponíveis em podcast e também como documentários, além das faixas musicais.

Na Freguesia do Ó, Zona Norte, o tradicional grupo de forró paulistano Falamansa se apresenta às 19h com diversos sucessos que marcaram o início dos anos 2000, entre eles, “Rindo à Toa” e “Xote da Alegria”. O grupo faz ainda versões de canções conhecidas nas vozes de Luiz Gonzaga e Alceu Valença. Na sequência, sobe ao palco o grupo de forró Rastapé. Com 20 anos de carreira, a banda Rastapé, o grupo lançou recentemente as canções “Contando as Horas” e a regravação de “Vou te Levar”, música do rapper Fábio Brazza e Vulto.

No Butantã, Zona Oeste, a programação começa às 14h com o grupo Samba Rock Santo Amaro formado por alunos de uma oficina realizada na própria Casa de Cultura. Na sequência, às 15h20, o grupo “Eu soul sambarock” relembra os bailes das periferias de São Paulo desde a década de 1960. Às 16h, a banda Sandália de Prata apresenta seu novo disco, “Maloqueiro e Elegante”. O encerramento fica com a cantora Paula Lima, às 18h. Com foco no samba-rock, o repertório traz canções como “Mil estrelas” e “Meu guarda-chuva”

Ainda na Zona Oeste, no Centro Cultural Tendal da Lapa, às 19h, o cantor Marcelo Jeneci apresenta seu novo disco, “Guaia”, voltando às origens ao homenagear o bairro em que cresceu, Guaianazes. Para apresentar o terceiro álbum, Marcelo Jeneci (voz, sanfona e teclados) sobe no palco acompanhado por Rafa Cunha (bateria e samplers). No repertório, seus maiores sucessos e as novas canções “Aí Sim”, “Oxente” e “Redenção”, entre outras.

2jpg-1579794189.jpg (724×482)

Jeneci apresenta seu mais recente trabalho na zona oeste, durante o Aniversário de São Paulo/ Imagem: Divulgação

O samba dá o tom da programação do M’Boi Mirim, na Zona Sul. A partir das 18h, a programação começa com a Equipe Black Mad, grupo fundado por Mauricio Black Mad e que traz uma apresentação de dança e música em ritmos como soul music e funk. Na sequência, às 20h, será a vez de Rodriguinho, ex-vocalista do grupo Travessos, que apresenta a turnê “30 anos, 30 sucessos”. Neste show, ele relembra canções que fizeram sucesso no grupo como “Tô te filmando (Sorria)” e “Quando a gente ama”. Quem encerra as apresentações neste palco é o grupo de samba Art Popular, às 21h. Músicas como “Pimpolho” e “Fricote” estarão no repertório.

Aniversário de SP tem muito funk em Paraisópolis, Heliópolis e Grajaú. Tem Nego do Borel, MC Kekel, MC Rodolfinho e muito mais!

7jpg-1579794384.jpg (725×464)

Nego do Borel, MC Kekel e MC Rodolfinho comandam a programação de funk no aniversário de São Paulo/ Imagem: Divulgação

A programação tem a proposta de celebrar e valorizar o funk como gênero musical e movimento cultural, além de homenagear as pessoas que morreram por conta da ação policial em bailes funk nas comunidades no final de 2019.

A festa no Centro Cultural do Grajaú (na Rua Prof. Oscar Barreto Filho, 252 – Capela do Socorro) começa a partir das 14h e conta com a participação de MC Baraka, NGKS, MC Tha, MC Lan e MC Rodolfinho. Quem agita a galera nos intervalos dos shows é o DJ Zeme.

O pessoal do projeto Geração Portela abre a programação do Aniversário de São Paulo no palco Paraisópolis (montado lá no Campinho Palmeirinhas – Rua Melchior Giola, 101), às 14h45, e o Nego do Borel encerra a festa às 21h.

Por lá, também passam Êxodo, Marie, Ras Menor, EDS, Bia Freitas, Almas Errantes, Júnior Aguiar e Jhoni Sertanejo. Quem comanda a pista nos intervalos do shows é o DJ Guarujá e o Baile do Rato MC Brizola.

Já em Heliópolis (na rua Coronel Souza Castro Lima,198), a grande atração é MC Kekel às 21h. Também sobem ao palco, a partir das 15h, MC Daniel, MC Dinho, MC Lanzinho, DJ Tico Pró, Yasmin, MC Vitin, MC HD, MC Messio.

E o dia vai ficar ainda mais legal com um passeio guiado GRÁTIS por pontos históricos da região! Walking tour revela várias curiosidades sobre a cidade na festona de 466 anos, a dica é para curtir com o crush, com a família ou com os amigos. 

8jpg-1579794802.jpg (725×471)

Visite o histórico Edifício Alexandre Mackenzie e vários outros pontos turísticos no Aniversário de São Paulo/ Imagem: Divulgação

A caminhada pelo Centro visita lugares históricos como Theatro Municipal, Viaduto do Chá, Praça do Patriarca, Igreja de Santo Antônio, Rua São Bento, Edifício Martinelli, Edifício Altino Arantes, Mosteiro de São Bento, Rua 15 de Novembro, Páteo do Colégio, Praça e Catedral da Sé, Largo São Francisco, entre outros.

Como o passeio é organizado pelo Shopping Light, você também terá a chance de conhecer mais de perto esse prédio histórico, com uma visita ao elevador, às escadarias, à cobertura e a outros ambientes. O Edifício Alexandre Mackenzie, onde funciona esse centro de compras desde 1999, foi inaugurado em 1929 como a sede da Companhia Light de Energia Elétrica.

A caminhada pelo Centro é comandada por guias credenciados pelo Ministério do Turismo, que falam português e inglês. Para tornar o programa ainda mais acessível, o tour tem intérpretes de Libras – Língua Brasileira de Sinais.

11jpg-1579795068.jpg (725×471)

No passeio, você ganha um kit com itens de café da manhã e mochila/ Imagem: Divulgação

E para manter a energia durante todo o trajeto, os participantes ganham um kit com itens de café da manhã e uma mochila personalizada.

Para participar do Walking Tour, é preciso se inscrever pelo telefone (11) 3154-2299 ou e-mail recepcao.light@gazitbrasil.com (são 300 vagas disponíveis).

O passeio guiado espacial de Aniversário de São Paulo acontece no próximo sábado, dia 25 de janeiro, a partir das 10h. Todo mundo que fez inscrição precisa chegar meia-hora antes ao ponto de encontro, no Novotel Jaraguá, para saber em qual grupo está.

4jpg-1579795181.jpg (725×471)

Nas Casas Guilherme de Almeida, Mário de Andrade e Casa das Rosas, 25 de janeiro será um dia de cinema, música e poesia/ Imagem: Divulgação

São Paulo tem sido, ao longo de mais de quatro décadas, um dos temas caros ao cineasta Ugo Giorgetti. Não é diferente em “Uma noite em Sampa“, filme exibido na Casa Guilherme de Almeida, às 14h.

E conta a história de um grupo de endinheirados do interior que vêm à capital para um espetáculo de teatro e acabam desamparados quando o motorista de seu ônibus desaparece.

Para complementar esse primeiro presentão de Aniversário de SP, o diretor Giorgetti e Lívia Nonato, coordenadora de programação cultural da Rede de Museus-Casas Literários, fazem um debate pós sessão.

O evento é gratuito, mas tem poucas vagas. Para se inscrever, acesse esse link aqui até 24 de janeiro.

Já na Casa Mário de Andrade… o Grupo Boa Praça visita o choro paulistano, às 16h. Essa é uma aula-show, onde o grupo de jovens instrumentistas da cidade de São Paulo apresenta repertório com músicas de compositores paulistas, como Zequinha de Abreu, Adoniran Barbosa, Garoto, Edmilson Capelupi, Zé Barbeiro e Isaías Bueno.

Para assistir a roda de choro, basta se inscrever nesse link aqui até 25 de janeiro.

5jpg-1579795451.jpg (725×471)

Roda de chorinho vai animar a Casa Mário de Andrade no Aniversário de SP/Imagem: Divulgação

Agora, a programação da Casa das Rosas, nossa queridinha, vai comemorar o aniversário de SP com muita poesia e música do interior do estado em homenagem a um dos corações da cidade, a Avenida Paulista.

A programação da casa inicia com o Encontro Peripatético, às 10h, passeio que parte da Casa das Rosas para visitar outras referências arquitetônicas na Avenida.

Às 11h, o público entra em contato com contos caipiras com a atividade “Saci e outras histórias“, enquanto às 15h, o Sarau Poesia e Viola apresenta as violas e as vozes Duo Vereda Violeira, além do trabalho poético-performático de Silvia Camossa e Robsoñ Luquêsi.

6jpg-1579795588.jpg (725×471)

 Casa das Rosas comemora o aniversário de São Paulo com a poesia e a música do interior do estado a um dos corações da cidade/ Imagem: Divulgação

A programação por lá se encerra às 17h com uma apresentação do grupo Samba de Bumbo. E aqui é só chegar, não é necessário se inscrever em nada!

Museu do Ipiranga comemora Aniversário de SP com música e graffiti! Tapume, festival do Graffiti' é o primeiro evento do museu desde o início das obras de restauro, que reúne 35 grafiteiros com a missão de transformar em obra de arte os 219 metros de tapumes que protegem a fachada do novo Museu do Ipiranga.

12jpg-1579795879.jpg (725×471)

‘Tapume! Festival do Graffiti’ é o primeiro evento do Museu desde o início das obras de restauro, que começaram em outubro do ano passado/ Imagem: Divulgação

O trabalho dos artistas vai poder ser acompanhado pelo público das 10h às 19h. Após ser concluído, o grande painel pode ser observado tanto pelos pedestres quanto por quem passa a bordo dos veículos que transitam pela movimentada avenida Nazaré.

Para a ação do Aniversário de SP, os artistas se inspiram no tema “o visível e o invisível na História”, uma menção ao potencial do que o museu deve apresentar em sua reabertura. Entre os grafiteiros convidados, estão nomes de destaque da arte urbana como Binho, Chivitz, Minhau, Vermelho, Salmos, Kueia, Pas, Ronah, Pardal e Tikka.

A programação conta ainda com a palestra “Arte Urbana no Século XXI“, ministrada no Auditório do Museu (próximo às obras), às 10h, por Baixo Ribeiro, fundador da galeria Choque Cultural e coordenador do programa USP_Urbana. Para a palestra, são oferecidas 50 vagas mediante inscrição prévia neste link aqui.

13jpg-1579795915.jpg (725×471)

Guilherme Matsumoto. o XguiX, vai ministrar a oficina de graffiti para adultos iniciantes/ Imagem: Divulgação

Às 11h30, começa a oficina com o grafiteiro Guilherme Matsumoto, que assina seus trabalhos como XguiX. Com 20 vagas disponíveis, ela é voltada para adultos iniciantes que devem se inscrever em neste link.

Às 15h, é realizada uma oficina com o grafiteiro Verde, voltada para crianças e adolescentes de 8 a 14 anos. Para garantir uma das 20 vagas, a inscrição deve ser feita neste outro link aqui. Toda a programação é gratuita.

O festival em comemoração ao Aniversário de SP é embalado, ainda, com música a céu aberto. Entre às 10h e às 14h, o DJ Julio Torres, que já tocou em festivais como Rock in Rio, Tomorrowland e Skol Beats, fica no comando com um set pensado especialmente para o evento, que vai do hip-hop oldschool dos anos 1990 até o atual.

14jpg-1579795890.jpg (725×471)

Para selecionar os participantes do Festival Tapume!, foi levado em conta a diversidade de gênero e de estilos artísticos, abarcando representantes de várias escolas, como a grafiteira Tikki/ Imagem: Divulgação

A partir das 14h, o food park próximo ao Museu é tomado pela festa do Mad Riders LEMC, que reúne amantes de motocicletas e de rock, e traz quatro bandas para tocar ao vivo: Rockaholics, Hollywood Again, Maybe Mad e Ápice Rock.

Tá bem legal, né? Vale a pena conferir essa programação diferente no Aniversário de SP!

 

Fonte:

https://catracalivre.com.br/

http://www.capital.sp.gov.br/

Curta a nóticia:
Curta o CEERT: