Educação Básica - Projetos e Artigos científicos ACESSAR

Crianças pedem personagens negros com a campanha "Não me vejo, não compro!"

Autor: Redação Folha Vitória - Com informações do Portal R7 Data da postagem: 19:30 26/01/2016 Visualizacões: 6739
Curta a nóticia:
Curta o CEERT:
As fotos foram divulgadas na página oficial da agência Foto: Reprodução Facebook

A campanha foi vítima de ataques racista e uma das imagens chegou a ter mais de 5 mil comentários banidos, além de montagens espalhadas pela internet

Uma campanha publicitária têm chamado a atenção na internet. Nas fotos divulgadas, crianças negras fazem uma crítica à falta de bonecos negros no mercado.

Tudo começou quando a imagem de um garotinho segurando o boneco do personagem Finn, de "Star Wars - O Despertar da Força", viralizou nas redes sociais. Na legenda, a mãe do pequeno fez questão de explicar o motivo do sorriso largo.

"Ele nem sabe o que é Star Wars, sabe que o boneco é igual a ele!"

Pouco tempo depois, a fantasia do personagem, que é interpretado pelo ator negro John Boyega, começou a ser vendida com um ator branco na embalagem. A partir de então, a agência carioca Crespinhos criou a campanha e pediu para que os pais fizessem fotos de seus filhos segurando cartazes com a frase "Não me vejo, não compro".

As imagens foram divulgadas na página oficial da agência com o objetivo de lutar pela igualdade, representatividade no marcado e também fazer com que as empresas ofereçam produtos nos quais eles possam se ver.

A campanha foi vítima de ataques racista e uma das imagens chegou a ter mais de 5 mil comentários banidos, além de montagens espalhadas pela internet.


Leia também:

Matias, o menino negro fotografado com um boneco de “Star Wars”, foi a Hollywood

Conheça a boneca nigeriana que desbancou a Barbie na África e promete ganhar o Brasil


Curta a nóticia:
Curta o CEERT: