Programa Prosseguir 2ª Edição

conheça

Edital contra racismo investirá R$ 490 mil em iniciativas que lutam pelos direitos humanos à população negra

Autor: Douglas Belchior Data da postagem: 15:00 14/06/2018 Visualizacões: 1521
Curta a nóticia:
Curta o CEERT:
Edital contra racismo investirá R$ 490 mil em iniciativas que lutam pelos direitos humanos à população negra / Imagem: Reprodução - Negro Belchior

De acordo com o Atlas da Violência 2018, o Brasil bateu a marca de 30 homicídios por 100 mil habitantes pela primeira vez. O estudo, que foi conduzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, ainda revela a preferência étnica da violência. De todas as pessoas assassinadas no Brasil em 2016, 71,5% eram negras.

De 2006 a 2016, o número de negros que foram vítimas de homicídio aumentou 23%, já o de não negros diminuiu 6,8%. A seletividade das vítimas também vista nos dados sobre o feminicídio no Brasil. No período de 2003 a 2013, o assassinato de mulheres negras teve um aumento de 54%. Já o crime cometido contra as mulheres brancas diminuiu 10% no mesmo intervalo de tempo, segundo o Mapa da Violência 2015, elaborado pela Faculdade Latino-Americana de Estudos Sociais.

Para bloquear o aumento desses casos de injustiça racial, o Fundo Brasil irá lançar nesta quarta-feira, 13, o edital “Enfrentando o racismo a partir da base: mobilização para defesa de direitos”, realizado em parceria com a Fundação Open Society. Para apresentar o documento ao público, a organização promoverá um debate ao vivo, que será transmitido na página do Fundo Brasil no Facebook, às 19h.

Renata Prado, da Frente Nacional de Mulheres no Funk

Douglas Belchior, consultor da fundação no tema Justiça Criminal, Violência de Estado e Encarceramento

Maria Teresa Ferreira, do Momunes – Movimento de Mulheres Negras de Sorocaba

A jornalista Simone Nascimento, assessora de comunicação do Fundo Brasil, será a responsável por mediar o debate, que contará com as seguintes participações: Douglas Belchior, consultor da fundação no tema Justiça Criminal, Violência de Estado e Encarceramento; Maria Teresa Ferreira, do Momunes – Movimento de Mulheres Negras de Sorocaba; e Renata Prado, da Frente Nacional de Mulheres no Funk.

O edital prestará um apoio às iniciativas que buscam disseminar igualdade racial, diversidade e direitos humanos em diversos âmbitos. O investimento de R$ 490 mil será dividido em R$ 70 mil para cada instituição, que terá o limite de 18 meses para elaborar ações práticas e direcionadas à realidade vivida pela população negra no Brasil.

Para mais informações, acesso o site do Fundo Brasil de Direitos Humanos.

Curta a nóticia:
Curta o CEERT: