EDITAL EQUIDADE RACIAL

ACESSAR

ATIVISTA NEGRA DA UGANDA É CORTADA DE FOTO EM DAVOS

Autor: Redação Carta Capital Data da postagem: 12:00 03/02/2020 Visualizacões: 428
Curta a nóticia:
Curta o CEERT:
ATIVISTA NEGRA DA UGANDA É CORTADA DE FOTO EM DAVOS/Imagem: Reprodução - Carta Capital

“Agora entendi perfeitamente o que quer dizer racismo”, afirmou a ativista ugandesa Vanessa Nakate ao ter sua imagem recortada de uma foto oficial em Davos, na qual aparecem quatro outras pessoas brancas e de olhos claros, incluindo Greta Thunberg.

“Todos dizendo que eu deveria me colocar no meio está errado! Uma ativista africana tem que ficar no meio  só por medo de ser cortada? Não deveria ser assim!”, escreveu ela em seu twitter.

Em um vídeo, Nakate cita o nome a agências, incluindo a Associated Press, dos EUA, que a teriam removido da foto. A AP, que já retirou a foto, informou não haver “más intenções”, segundo informações da Revista Fórum. No entanto, outras agências, como a Reuters, erraram seu nome e a confundiram com outra ativista negra, Natasha Mwansa, da Zambia.

Greta se solidarizou com a ativista.”Sinto muito que tenham feito isso com você… Você é a última que mereceria isso! Estamos todos gratos pelo que você tem feito e todos mandamos amor e apoio! Espero te ver de novo”, ressaltou a jovem em resposta ao vídeo.

“Ele achou que o prédio atrás seria uma distração do foco”, informou David Ake, o diretor de fotografia da AP, argumentando que o fotógrafo tomou a decisão por questões “de composição”.

No vídeo, ela comenta sobre o apagamento das vozes de pessoas negras e não brancas com relação às questões climáticas, enfatizando o fato de que pessoas que se parecem com ela são as mais vulneráveis ao aquecimento global.

“Nós não merecemos isso. A África é o continente que menos emite carbono, mas somos o mais afetado pela crise climática”, ressaltou Vanessa. “Vocês apagarem nossas vocês não vai mudar nada, vocês apagarem nossa história não vai mudar nada.”

A Associated Press (AP), agência de notícias norte-americana, pediu desculpas pela atitude racista tomada por um dos seus profissionais. Na foto original, que foi tirada durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, Vanessa era a única negra.

 

Curta a nóticia:
Curta o CEERT: