Esta escola criou um programa para educar meninos fora da cultura do machismo

Autor: Rdação Hypeness Data da postagem: 11:30 27/07/2016 Visualizacões: 8222
Curta a nóticia:
Curta o CEERT:

Um mundo onde as crianças aprendam desde cedo que meninas devem ser tratadas com todo respeito e direito sobre o próprio corpo, o que vestem, por onde andam e o que fazem sem que sejam ameaçadas ou violentadas parece, ao mesmo tempo, básico e essencial e uma grande utopia. No lugar, porém, de simplesmente se lamentar ou esperar, a Escola de Ser, um colégio privado sem fins lucrativos em Rio Verde, interior de Goiás, botou a mão na massa, criando o projeto Já Falou Para Seu Menino Hoje?.

Escoladeser1

No projeto, os responsáveis pela criação das crianças, como pais, mães, professores e professoras, são convidados para um debate, a fim de estimular a conversa sobre o combate à violência de gênero e o desrespeito de todo tipo, e repensar as metodologias utilizadas para se combater a cultura do estupro.

Escoladeser10

Escola de Ser se baseia em um método democrático de ensino, no qual os alunos participam de todas as etapas de funcionamento da escola, da seleção dos temas das aulas (através de assembleias) até a limpeza e os cuidados com o equipamento escolar. A Escola, no coração do Brasil, já recebeu 12 prêmios acadêmicos, e o título de pioneira pela UNICEF.

Escoladeser9

A fala do colégio é também sua prática, e a Escola de Ser já serviu de abrigo para mulheres violentadas pelos seus maridos e crianças em situações preventivas ou sob ameaça. As mudanças na realidade ao redor da escola a partir do projeto são, portanto, palpáveis, indo de mães que aprenderam com as filhas que poderiam denunciar violências e abusos sofridos, até professores afastados por comportamento abusivo.

Escoladeser8

A escola oferece um curso online para pais e educadores sobre prevenção à violência sexual, a fim de que todo conhecimento seja acessível e funcional. O futuro que queremos será de fato construído por essas crianças, para as quais a normalidade não pode ser a violência e a desigualdade; é preciso construir uma nova normalidade, em que a violência e os abusos contra a mulher não passem de um sombrio e distante traço do passado.

Escoladeser7

Escoladeser6

Escoladeser5

Escoladeser4

Escoladeser1

Escoladeser2

Escoladeser3

© fotos: divulgação

Leia também:

A professora que usou funk para ensinar Marx (e acabou repreendida)

Nada mais ideológico do que uma escola sem partido

Essa professora de filosofia se disfarçou como faxineira para ensinar uma lição preciosa aos alunos

 

Curta a nóticia:
Curta o CEERT: