Programa Prosseguir 2ª Edição

conheça

Rede Ubuntu debate acesso ao ensino superior

Autor: Rafael Cícero Data da postagem: 17:00 16/04/2019 Visualizacões: 284
Curta a nóticia:
Curta o CEERT:
Rede Ubuntu debate acesso ao ensino superior / Foto: Reprodução - Negro Belchior

A USP ficou mais preta

No último dia 6, centenas de estudantes da periferia paulistana ocuparam a Universidade de São Paulo (USP) para debater a democratização do ensino superior público. Os jovens fazem parte da rede de cursinhos populares Ubuntu, localizada na região do Jardim Ângela, Zona Sul, e Itapecerica da Serra.

Os alunos visitaram diferentes institutos e espaços da Universidade. No período da tarde promoveram um debate na FFLCH – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, sobre os desafios do acesso e da permanência da periferia nos espaços universitários. A atividade contou com a participação de Eduardo Girotto, do Departamento de Geografia da USP, ex-alunos da Ubuntu, atuais estudantes da USP, professores e coordenadores.

O evento não foi somente um marco para a rede Ubuntu, mas também uma aula pública para a USP. Foi uma oportunidade para centenas de jovens periféricos, que nunca tinham ouvido falar da instituição, saírem dali determinados a voltarem como estudantes universitários.

Ubuntu

Carregando o nome de uma filosofia africana sobre solidariedade, Ubuntu surgiu em 2016 com apenas três núcleos e já possui seis. Apesar de enfrentar dificuldades relacionados a estrutura do local, equipamento, materiais pedagógicos e permanência estudantil, a rede conta com doações, apoio em campanhas e professores voluntários. A partir do dia 14 de abril, o grupo abrirá uma “vaquinha online” para recolher recursos.

Curta a nóticia:
Curta o CEERT: