COMUNICADO

LEIA

Vida da atriz Hattie McDaniel, primeira negra a vencer o Oscar, vai virar filme

Autor: Redação Hypeness Data da postagem: 18:00 24/01/2018 Visualizacões: 1095
Curta a nóticia:
Curta o CEERT:
Vida da atriz Hattie McDaniel, primeira negra a vencer o Oscar, vai virar filme / Foto: Reprodução -Hypeness

Quando o resultado do trabalho de uma atriz supera o propósito do entretenimento e da emoção e ganha sentidos profundos de transformação na vida real, nada mais justo que a arte se dobre sobre a vida e transforme o feito também em arte.

A atriz americana Hattie McDaniel permaneceu por décadas esquecida, em uma injustiça que será corrigida com uma cinebiografia que contará sua trajetória e seu maior feito simbólico: ela se tornou a primeira mulher negra a vencer um Oscar.

O prêmio lhe foi dado em 1940, por sua atuação como atriz coadjuvante como Mommy no clássico filme “…E o vento levou”.

Filha de um casal de ex-escravos, Hattie nasceu em 1895 e, ao decidir enveredar pela carreira artística, toda sua vida se tornou uma história de superação e conquista – com muita luta contra os preconceitos radicais da época.

Hattie foi também uma das primeiras pessoas negras a trabalhar no rádio, e antes do trabalho como atriz ela também trabalhou como cantora.

No início de sua carreira, ela dividia seu tempo entre testes e filmes e o trabalho de empregada doméstica, que lhe complementava o orçamento. Depois de diversos papeis nos anos 1930, foi com o papel de Mommy que sua carreira deslanchou.

Como Mommy em …E O Vento Levou

A atriz viveu mais de 74 papeis no cinema, mas apesar do prêmio máximo da academia americana, grande parte dos papeis que viveu eram empregada, serva ou escrava.

Hattie recebendo o Oscar

Hattie McDaniel foi uma das primeiras vozes a apontar para a necessidade de Hollywood diversificar os papeis e ampliar as oportunidades de atuação para pessoas negras. Em seu discurso de aceitação pelo prêmio, a questão racial se faz presente, dando jus ao momento histórico que se sucedia. “Este é um dos momentos mais felizes da minha vida. Espero sinceramente ser sempre motivo de orgulho para a minha raça e para a indústria do cinema”, ela afirmou.

Os direitos sobre sua biografia já foram adquiridos por uma produtora e o filme contando sua vida está em fase de produçao. Ainda não há, no entanto, elenco confirmado nem data prevista de lançamento.

Curta a nóticia:
Curta o CEERT: