Chamada para o Dossiê: Histórias de mulheres negras no pós-abolição

Autor: Julio Claudio da Silva, Claudia Maria de Farias e Fernanda Oliveira da Silva Data da postagem: 11:00 14/08/2019 Visualizacões: 111
Curta a nóticia:
Curta o CEERT:
Chamada para o Dossiê: Histórias de mulheres negras no pós-abolição / Foto: Reprodução - Alma Preta

A Revista Canoa do Tempo, uma publicação do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Amazonas (PPGH-UFAM), abre chamada para o Dossiê Histórias de mulheres negras no pós-abolição. O dossiê almeja oferecer um espaço para a publicação de reflexões sobre a produção do conhecimento histórico, considerando os diversos ângulos da pesquisa da História das Mulheres nos processos de emancipações e pós-abolição, bem como as diferentes experiências pedagógicas relacionadas ao tema, tendo como base a Lei 10.639/2003, que determina o ensino de História da África e dos Africanos, a luta dos negros e negras no Brasil, a cultura negra brasileira e sua contribuição na formação da sociedade nacional brasileira.

Neste sentido, pretende-se destacar experiências negras femininas nos processos de lutas por liberdade e cidadania anteriores a Lei Áurea, especialmente, o papel das mulheres escravizadas, libertas e livres “de cor”, enfatizando suas trajetórias individuais ou coletivas ao longo dos séculos XIX e XX. Sob o recorte do pós-abolição, portanto, o dossiê deseja contribuir para aprofundar as discussões que envolvam a categoria gênero no processo de diáspora africana, sobretudo suas intersecções com raça, classe, geração e sexualidade, incorporando pesquisas sobre práticas culturais, movimentos políticos negros, comunidades remanescentes de quilombos, feminismo negro, biografias de mulheres negras, mundos do trabalho, religiões e religiosidades, racismo, antirracismo, violência e desigualdades sociais e raciais.

O Período de submissão dos artigos para o dossiê vai de 02 de agosto de 2019 a 20 de outubro de 2019.

Organizadores:

Julio Claudio da Silva (UEA/PPGH-UFAM)

Claudia Maria de Farias (Universidade Estácio de Sá-RJ)

Fernanda Oliveira da Silva (UFPEL)

Curta a nóticia:
Curta o CEERT: