Educação Básica - Projetos e Artigos científicos ACESSAR

Propaganda incentiva 'xaveco' no metrô de São Paulo

Autor: Redação Data da postagem: 15:48 26/03/2014 Visualizacões: 1138
Curta a nóticia:
Curta o CEERT:

Deputados do PT alegam conteúdo machista e pede suspensão de propaganda do Metrô de SP Os deputados estaduais do PT Alencar Santana e Luiz Claudio Marcolino protocolaram na promotoria de Justiça de Direitos Humanos de São Paulo uma representação contra o secretário da Casa Civil, Edson Aparecido, diretor presidente da CPTM, Mário Manoel Seabra, e diretor presidente do Metrô, Luiz Antonio Carvalho Pacheco, pela veiculação de uma propaganda considerada sexista pelos petistas. Na propaganda, depois de ressaltar os investimentos do governo do Estado de São Paulo no transporte sobre trilhos, o ator da peça, identificado como “Gavião”, diz que “é normal, nos horários de pico, trem e metrô ficarem lotados”. Em seguida, fala que é até boa a superlotação, pela oportunidade de “xavecar a mulherada”. “Nos horário de pico é normal trem e Metrô ficá lotado. É assim nas grande metrópole espalhada pelo mundo. Pá falá a verdade eu até gosto do trem lotado é bom pra chavecá a mulherada né mano! Foi assim que eu conheci a Giscreusa. Muito já foi feito e o Governo sabe que ainda tem muito prá fazê (sic)”, diz a propaganda do governo do estado veiculada em uma rádio da capital paulista. Na representação, os deputados lembram dos casos de assédio sexual contra mulheres que vêm acontecendo nos trens do Metrô e da CPTM na capital (23 ocorrências registradas neste ano na Delegacia do Metropolitano – Delpom) “Não bastasse o sofrimento vivenciado por homens e mulheres no transporte coletivo oferecido pelo governo do estado, de não assegurar transporte público digno que garanta tranquilidade e preservação do direito básico da mulher de não ter seu corpo usado como instrumento da satisfação da lascívia masculina, ao contrário, o governo do Estado de São Paulo promove uma campanha publicitária que em nada contribui para a mudança desse estado de coisas e reforça a cultura machista”, diz trecho da representação que pede instauração de inquérito civil e imediata suspensão da propaganda. Fonte: Pragmatismo Político

Curta a nóticia:
Curta o CEERT:

Fonte:

Categoria: Gênero & mulher

Tags: #Outros