EDITAL EQUIDADE RACIAL

ACESSAR

Pra abrir os caminhos: Música e poesia em 06 atividades nas quebradas da Zona Sul de São Paulo

Autor: Redação Periferia em Movimento Data da postagem: 12:00 12/02/2020 Visualizacões: 120
Curta a nóticia:
Curta o CEERT:
Pra abrir os caminhos: Música e poesia em 06 atividades nas quebradas da Zona Sul de São Paulo/Imagem: Reprodução - Periferia em Movimento

Neste ano de 2020, em que acontecem eleições municipais para eleger prefeitos e vereadores em todo o País e a política cultural em nível federal busca censurar manifestações “fora do padrão”, as periferias pautam seus modos de fazer artístico com ou sem apoio governamental.

E a Periferia em Movimento lista 06 dessas atividades para você conhecer e vivenciar esses fazeres.

No sábado (01/02), a Cia Outros Corpos apresenta o espetáculo teatral “Periferia Esperança”, que apresenta o protagonismo dos corpos de uma periferia paulistana narrando seus caminhos que cruzam a cidade de São Paulo e os estados brasileiros em movimentos migratórios. As diversas minorias presentes numa periferia hoje encontram seus espaços de fala e pensamento e tomam para si o poder, de não somente reivindicar direitos e desejos, mas de contar suas próprias histórias.

A peça acontece na Casa de Cultura de Parelheiros, que após 10 anos de promessa finalmente foi inaugurada em 2019. A partir das 17h, na rua Nazle Mauad Lufti, 169, no Parque Tamari. Saiba mais aqui.

No mesmo dia, às 18h, o Sarau do Capão celebra 03 anos de existência na Fábrica de Cultura do Capão Redondo – um equipamento de cultura do governo do estado que é administrado por uma organização terceirizada. No evento, a organizadora do sarau Jéssica Campos lança o livro “Transcrevendo a Marginalidade”. O sarau termina com uma roda de samba. Vai rolar na rua Algard, 82 – Conjunto Habitacional Jardim São Bento. Veja aqui.

Do outro lado da Sul, na rua Antonio Comenale, 166, acontece mais uma edição do Sarau do Grajaú. A iniciativa de artistas independentes já foi contada pela Periferia em Movimento aqui. Para saber mais informações sobre o evento, acesse aqui.

Pra encerrar a noite de sábado, o projeto “Cafundós convida Cancioneiros no Cazuá” recebe o grupo Trio Café, com o melhor da música popular brasileira. Nas discotecagens, DJ Hudson fica na responsa. A partir das 19h30, no Espaço Cultural Cazuá, que fica na rua Affonso Paulillo, 193, no Jardim Eliana, Grajaú – Extremo Sul de São Paulo.

O evento faz parte da programação do projeto “Cazuá Nutrindo um Quintal Ancestral”, contemplado em 2019 pelo Programa VAI – política pública criada pela sociedade civil e executada pela Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo para fomentar iniciativas culturais nas periferias do município.

Poesia em Parelheiros

No domingo (02/02), a partir das 14h, acontece o Slam da Cratera – uma batalha em que poetas duelam com seus versos e são julgados pelo público. Sem restrição de gênero ou idade, é necessário que os participantes tenham ao menos 03 poesias para se inscrever no evento.

O Slam da Cratera acontece no Bosque do Vargem Grande, um bairro que fica literalmente dentro da Cratera do Colônia, uma formação geológica resultante da queda de um meteoro há milhões de anos. Na avenida das Palmeiras, 35, em Parelheiros. Saiba mais aqui.

No mesmo dia, próximo dali, acontece o Sarau Resistir é Preciso com o tema “Rap em Foco”. O evento vai receber diversos nomes da cena na região, como Lais Allyah, Henrique Madeiros, Rap Game, entre outros. Também financiado pelo Programa VAI, a atividade acontece a partir das 15h, na Casa de Cultura de Parelheiros. Confira aqui.

Curta a nóticia:
Curta o CEERT: