EDITAL EQUIDADE RACIAL

ACESSAR

VEJA 5 FILMES PARA REFLETIR O IMPACTO DO RACISMO NA SOCIEDADE ATUAL

Autor: Redação Fala Universidades Data da postagem: 12:00 29/06/2020 Visualizacões: 141
Curta a nóticia:
Curta o CEERT:
Moonlight: Sob a Luz Do Luar/Foto: Reprodução - Fala Universidades

Um dos problemas mais arcaicos da história ainda norteia a sociedade. O preconceito racial se estrutura no começo da humanidade, mas se estende até o presente momento. Crimes de ódio racial começaram a ser criminalizados apenas em 1989, marcando a história de uma raça, mas tornando o preconceito velado e ainda estruturado.

A descriminação se mostra ainda muito presente em diversos setores sociais, reprimindo negros e os colocando em posições inferiores. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), negros têm 2,7 mais chance de ser vítima de homicídio do que brancos. Refutando todo e qualquer tipo de ódio racial, o movimento Vida Negras Importam gerou mais de uma semana de protestos incessantes após o assassinato de George Floyd, negro e norte-americano, por um policial branco. Pessoas de todas as raças e etnias foram às ruas ao redor do mundo em busca de justiça, clamando pelo fim da desigualdade.

Em razão ao combate ao preconceito, alguns filmes são essenciais para a compreensão da árdua história vivida pela população negra e como a desigualdade ainda afeta a vida dessas pessoas.

FILMES PARA REFLETIR O IMPACTO DO RACISMO

1. O ÓDIO QUE VOCÊ SEMEIA (2018)

A trama mostra a vida da adolescente Starr Carter que, após presenciar o assassinato de seu melhor amigo por um policial branco, começa a se questionar sobre como o racismo está extremamente enraizado ao seu redor.

Starr começa a, então, se perguntar sobre seu papel como mulher negra na sociedade, após se tornar a única testemunha no caso de homicídio presenciado pela mesma, e vai em busca de justiça por seu amigo.

Estudando em uma escola majoritariamente branca e morando em um bairro criminalizado socialmente, a adolescente começa a lutar pela sua igualdade de direitos. 

O Ódio que Você Semeia/Foto: Reprodução - Fala Universidades

2. HISTÓRIAS CRUZADAS (2012)

O filme mostra a realidade da população negra estadunidense nos anos 60. Skeeter, jornalista branca, começa sua busca por entrevistas com objetivo de contar histórias injustiçadas, vividas por negros. Em meio à estrondosa segregação vivida nos Estados Unidos em 1960, a trama mostra como mulheres negras deixavam suas vidas de lado para trabalhar para pessoas brancas, criando filhos de outras pessoas e abandonando suas próprias famílias para poder sobreviver.

A discriminação racial vivida em Histórias Cruzadas mostra como o passado não deve ser apagado, mas sim, usado como referência para buscar o rumo à igualdade. 

Histórias Cruzadas./Foto: Reprodução - Fala Universidades

3. MOONLIGHT: SOB A LUZ DO LUAR (2016)

O filme conta a história de Black, menino negro que se encontra em meio ao mundo da criminalidade. Enquanto busca por uma vida melhor, Black marca uma jornada de autoconhecimento, enquanto sofre abusos físicos e emocionais.

A trama mostra como os negros são marginalizados pela sociedade, e como Black quer trilhar seu próprio caminho, aceitando quem ele é. O filme se tornou o primeiro longa-metragem com um elenco formado apenas por pessoas negras, levando o Oscar de ‘Melhor Filme’, ‘Melhor Roteiro Adaptado’ e ‘Melhor Ator Coadjuvante’. 

Moonlight: Sob a Luz Do Luar./Foto: Reprodução - Fala Universidades

4. Ó PAI, Ó (2007)

A trama conta a história dos moradores, majoritariamente negros, de um cortiço em Salvador. O filme traz questionamentos sobre crimes de ódio racial e a forte violência contra a população negra.

Em meio ao tradicional carnaval brasileiro, Ó pai, ó carrega a missão de mostrar as mazelas enfrentadas pela raça negra. Além de mostrar como a raça influencia na ocupação das classes sociais estipuladas pela sociedade, na maioria das vezes, marginalizando o negro. 

Ó pai, ó./Foto: Reprodução - Fala Universidades

5. SELMA: UMA LUTA PELA IGUALDADE (2014)

O filme conta a trajetória de um dos maiores ativistas da história, Martin Luther King. Em meio a situações de extremo preconceito racial, Luther King luta pelo direito do voto dos afrodescendentes.

Após liderar uma das maiores passeatas que o mundo já viu, o protagonista promove a assinatura da Lei dos Direitos de Voto, grande marco para a população negra. A resiliência e a vontade de vencer mostram a trajetória da raça negra, que mesmo inferiorizada por décadas, continua em batalha em rumo à igualdade.

Selma: Uma Luta Pela Igualdade./Foto: Reprodução - Fala Universidades

Curta a nóticia:
Curta o CEERT: