Chamada Pública: ReIntegrar com equidade de raça e gênero para egressos do sistema carcerário ACESSAR

CEERT 31 anos: Conheça um pouco de nossa história!

Autor: Bruna Ribeiro Data da postagem: 10:00 13/09/2021 Visualizacões: 580
Curta a nóticia:
Curta o CEERT:
CEERT 31 anos: Conheça um pouco de nossa história!/Imagem: CEERT

Em setembro de 2021, o CEERT completa 31 anos de história! Foram muitas as conquistas na luta pela equidade racial. Em tempos de crise humanitária, a atuação da organização se torna ainda mais relevante. 

Criado em 1990, o Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades (CEERT) é uma organização não-governamental que tem como missão promover a equidade racial, em intersecção com gênero, no campo de Direitos Humanos e desenvolvimento socioeconômico.as mulheres e jovens negros/as.

Conta com uma equipe de psicólogos, juristas, educadores, sociólogos, assistentes sociais e gestores de pessoas. A organização faz diagnósticos, elabora e implementa programas de promoção da igualdade racial nas áreas de educação, trabalho, juventude negra e justiça. 

Um pouco sobre nossa história...

Tudo começou em 1988, com a atuação de pessoas que vinham do movimento sindical, órgãos públicos e de empresa e estavam reunidas trabalhando no  Conselho Estadual de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra,  desenvolvendo projetos  na área de trabalho, o primeiro eixo da organização.

Tinham como tarefa trazer o debate sobre a desigualdade racial no trabalho para movimento sindical, para empresas e para o poder público, visando o combate ao racismo institucional e a promoção da equidade de raça e gênero.

A atuação resultou na criação do CEERT, que há 31 anos visa assegurar os direitos da população negra no mundo do trabalho,  realizando pesquisas sobre a situação do trabalhador negro, os mecanismos de discriminação nas empresas, a atuação do Estado e do movimento sindical promovendo a incorporação da luta contra o racismo em suas políticas e práticas. 

Também dialogando com o tema do trabalho e juventude, foi criado o Programa Prosseguir, a partir da importância do fortalecimento de estudantes negros na universidade e no ingresso qualificado no mundo do trabalho, por meio de bolsas de estudos e também acolhimento e articulação entre os jovens, e deles com profissionais e organizações  negras, num processo de mentoria.

Em relação ao eixo Justiça, é emblemática a atuação da instituição desde a denúncia do Brasil à Organização Internacional do Trabalho (OIT), realizada no ano de 1992, em Genebra, na Suíça, pelo descumprimento da Convenção 111, que trata de discriminação em matéria de emprego e profissão, devido ao racismo institucional no mundo do trabalho, deflagrando uma série de ações governamentais.

A partir disso, foram realizadas diversas ações na área jurídica, como no emblemático caso do assassinato do dentista Flávio Ferreira Sant'Ana, de 28 anos, em 2004. Ele foi executado por policiais em Santana, na zona norte de São Paulo, após ter sido identificado incorretamente como autor de um crime. Com a atuação da área jurídica do CEERT, pela primeira vez, a justiça reconheceu o racismo como motivação de assassinato. 

Na área de educação, destaca-se a atuação do CEERT no fortalecimento da implementação da alteração da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) pela Lei 10.369/2003, obrigou a inclusão do ensino de História da África e dos Afrodescendentes nas escolas públicas de níveis fundamental e médio, através do Prêmio “Educar para a Igualdade Racial e de Gênero” que coletou práticas de gestores e educadores de todo o país e  realizou publicações e inúmeros projetos de formação.

Em 2021, surge a nova área programática "ReIntegrar com Equidade Racial e de Gênero'‘, concentrando iniciativas da organização com o objetivo de enfocar o direito ao trabalho digno para quem cumpriu pena no sistema carcerário. 

Além da própria condição de ter passado pelo cárcere, muitas pessoas suportam estigmas adicionais por serem negros e mulheres em uma sociedade estruturalmente marcada pelo racismo e sexismo. 

São muitas as histórias e conquistas nas cinco áreas de atuação do CEERT, ao longo dos seus 31 anos! Convidamos vocês a conhecerem um pouco mais dessa trajetória clicando aqui

Curta a nóticia:
Curta o CEERT: