EDITAL EQUIDADE RACIAL

ACESSAR

Gigantes do setor financeiro se unem para contratar profissionais negros

Autor: Redação Infomoney Data da postagem: 18:00 21/08/2020 Visualizacões: 234
Curta a nóticia:
Curta o CEERT:
Gigantes do setor financeiro se unem para contratar profissionais negros/Reprodução: Infomoney

Diversidade racial virou pauta no setor após a ascensão do movimento Black Lives Matter

Gestores de ativos incluindo Goldman Sachs Asset Management, Man Group e Pacific Investment Management Co. estão apoiando uma iniciativa para aumentar o número de funcionários negros em empresas financeiras do Reino Unido.

O programa tem o apoio de 80 empresas, incluindo firmas de private equity, hedge funds e gestores de fundos de pensão que concordaram em oferecer estágio remunerado no próximo verão para estudantes universitários negros, de acordo com declaração dos organizadores. Ao oferecer 100 desses estágios a cada ano, o programa visa aumentar o número de gestores de portfólio negros a longo prazo.

“Nós queríamos fazer algo realmente tangível para construir um banco de talentos negros atraente em nosso setor”, disse Jonathan Sorrell, presidente da Capstone Investment Advisors, no comunicado. “Ao fornecer uma porta de entrada especial para a gestão de portfólio, nós esperamos atrair bons estudantes negros para uma carreira que eles não poderiam ter conseguido de outra forma.” 

Um estudo de 2018 da New Financial mostrou que havia apenas 12 gestores de carteira negros no setor de gestão de investimentos do Reino Unido, de acordo com o comunicado.

Em Londres, onde reside a maioria dos gestores de fundos, a população é 13,3% negra, mas no setor de gestão de fundos apenas 1% da força de trabalho se identifica como tal, de acordo com o Diversity Project.

O movimento Black Lives Matter levou a um ajuste de contas global sobre a temática racial, levando empresas e governos a exigir maior diversidade entre seus funcionários. O novo chefe da Autoridade de Conduta Financeira do Reino Unido colocou a indústria sob aviso de que precisa aumentar a diversidade, dizendo que o regulador poderia bloquear as nomeações de alto escalão em empresas caso elas não mostrem progresso suficiente.

 
 
Curta a nóticia:
Curta o CEERT: