EDITAL EQUIDADE RACIAL

ACESSAR

Os desafios que o futuro do trabalho impõe ao presente

Autor: Redação Nexo Data da postagem: 12:01 15/10/2020 Visualizacões: 112
Curta a nóticia:
Curta o CEERT:
DA ESQUERDA PARA A DIREITA, DE CIMA PARA BAIXO: MARCIO MACEDO, LUCIANO MEIRA, GLEICY SILVA, CIDA BENTO E RICARDO HENRIQUES/Reprodução: Nexo

Cida Bento, Gleicy Silva, Luciano Meira e Ricardo Henriques participaram de debate no ‘Festival Nexo + Nexo Políticas Públicas’

Os pesquisadores Gleicy Silva, Luciano Meira, Ricardo Henriques e Cida Bento participaram nesta terça-feira (13) da mesa “O futuro do trabalho”, do “Festival Nexo + Nexo Políticas Públicas: o Brasil em debate”.

Pesquisadora do Núcleo de Estudos de Gênero Pagu da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), Silva afirmou que a reflexão sobre o futuro do trabalho deve partir do reconhecimento de que muitos dos novos formatos de ocupação existem em um contexto de precarização que atinge a todos. “Esse é um importante passo para escaparmos de uma retórica individual e afirmarmos uma agenda política coletiva”, afirmou.

Ela destacou a multiplicidade de sentidos do empreendedorismo. Se por um lado o termo designa novas formas e possibilidades de trabalhar, por outro sua difusão é efeito de uma reestruturação produtiva e da flexibilização das relações de trabalho.

Professor na UFPE (Universidade Federal de Pernambuco), Meira destacou a importância de uma formação adequada para os profissionais que atuarão no futuro. Para o professor, é preciso que se repense a forma com que se ensina e se aprende, dentro e fora do ambiente escolar, por meio de uma estratégia nacional. Ele defendeu que, no lugar de uma educação que privilegie a absorção de conteúdo, a aprendizagem ocorra a partir do estímulo a superar desafios.

O superintendente executivo do Instituto Unibanco, Ricardo Henriques, alertou para a possibilidade de uma reconfiguração produtiva pautada no uso cada vez maior de inteligência artificial, capaz de aumentar as desigualdades.

Para que isso não ocorra, Henriques afirmou ser necessário formular políticas de inclusão e proteção social que “garantam não só uma renda básica como modos de utilização do tempo muito mais adequadas a essa nova configuração da sociedade”.

Cida Bento, diretora do Ceert (Centro de Estudos das Relações do Trabalho e Desigualdades), destacou que não se pode pensar o futuro do trabalho no Brasil sem que se leve em conta os problemas do presente, principalmente no que diz respeito à gravidade da violência contra a população negra.

Ela pontuou que as habilidades requeridas aos profissionais no futuro não podem ser desenvolvidas em ambientes hostis, marcados pelo preconceito. “Nada muda em um país se mais da metade da população permanecer apartada de tudo que se está pensando”, afirmou.

A mediação foi de Márcio Macedo, professor de sociologia e coordenador de diversidade da FGV-Eaesp (Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas). Além de conduzir a conversa, ele leu perguntas do público que assistiu ao evento. A exibição ao vivo ocorreu das 17h às 18h30, no canal do Nexo no YouTube. Assista à íntegra:

O “Festival Nexo + Nexo Políticas Públicas: o Brasil em debate” é um evento realizado pelo Nexo e o Nexo Políticas Públicas para tratar de temas importantes da agenda pública do país por meio do debate qualificado e da boa disputa de ideias. Com atividades remotas, o evento é gratuito e dura todo o mês de outubro.

 

Curta a nóticia:
Curta o CEERT: