Programa Prosseguir Trajetórias visa qualificar o ingresso de jovens negrxs no mercado de trabalho

Autor: Bruna Ribeiro Data da postagem: 12:56 12/08/2021 Visualizacões: 303
Curta a nóticia:
Curta o CEERT:
Foto com os estudantes de São Paulo que participaram da 1ª Edição do Programa Prosseguir / Foto: Fabielle Ferreira - CEERT

No Dia Internacional da Juventude, celebrado em 12 de agosto, compartilhamos uma novidade muito bacana! Chegou uma edição especial do Programa Prosseguir, chamada Prosseguir Trajetórias. De maio a dezembro, o novo projeto acontece paralelamente às suas atividades habituais.

Realizado há três anos no CEERT, o Programa visa à permanência de estudantes negrxs nas universidades e também evidencia futuras lideranças, em São Paulo, Salvador e Rio de Janeiro.

A nova edição é voltada para pessoas que já cumpriram dois ciclos formativos do Prosseguir nas turmas regulares, atendendo à demanda da juventude negra com relação à entrada qualificada no mundo do trabalho.

Segundo Daniel Teixeira, diretor-executivo do CEERT, diversos estudos apontam para a importância da mentoria para profissionais negrxs em termos de ascensão, mas também início de carreira.

O público das turmas regulares do Prosseguir é composto por estudantes universitários negrxs e de baixa renda, que recebem bolsas e cursos. O Prosseguir Trajetórias vem como complemento às atividades tradicionais, atendendo a estudantes recém-formados ou nos anos finais.

A primeira turma é composta por 30 estudantes que mais se destacaram durante o programa regular, com bolsa de R$600 mensais, durante oito meses. Também é ofertado um curso de inglês online, em parceria com a escola Education First.

“O apoio financeiro é para colaborar no alcance dos anseios dessa pessoa na fase de entrada no mercado de trabalho, ou seja, para complementar a mentoria. Um recém-formado de arquitetura, por exemplo, pode precisar de um curso ou de algum software específico. A bolsa pode também integrar o valor de um intercâmbio ou ser dedicada a livros especializados para áreas como direito”, compartilha Teixeira.

Ainda segundo o diretor-executivo, o público do programa já está qualificado para o ingresso no mercado de trabalho, mas muitas vezes não tem contato com profissionais da área. “Ter referências ajuda a entender o que é o trabalho na prática e quais são os principais pontos a se refletir em cada área para projetar uma trajetória”, diz.

São realizados encontros em trios de participantes com mentores/as e também encontros coletivos da turma, com enfoque em questões comuns a todo grupo e aspectos importantes de saúde mental nessa fase da vida que implica decisões importantes e algumas angústias.

Como surgiu

Para Ana Carolina de Moura, advogada e coordenadora de projetos e parcerias no CEERT, a edição especial influencia diretamente na permanência na universidade ou no ingresso ao mercado de trabalho de alguns estudantes, principalmente em tempos de pandemia.

O projeto foi formulado para um edital da B3 Social, braço social da bolsa de valores oficial do Brasil, sediada na cidade de São Paulo. “Eles convidaram algumas organizações para participarem do edital e nós fomos contemplados. A B3 Social está muito entusiasmada com os jovens e vai ser muito bacana promover o encontro dos estudantes com as lideranças negras da bolsa de valores”, conclui Ana.

Prosseguir

Como já mencionado, o Prosseguir já possui turmas regulares há três anos, abrangendo, em 2021, 80 bolsas mensais no valor de 600 reais, além de atividades formativas, com enfoque em liderança, preparação para o trabalho, equidade racial, saúde mental e curso de inglês, para estudantes negrxs que cursam a modalidade presencial de cursos de graduação. Os encontros formativos acontecem aos sábados, com foco no mercado de trabalho e em relações raciais. Portanto, o Prosseguir Trajetórias se soma à iniciativa com mais 30 estudantes com direito a mentoria, encontros coletivos, apoio financeiro e curso de inglês.

O programa Prosseguir visa promover a permanência e êxito de estudantes negrxs nas universidades e também evidenciar e desenvolver lideranças. Até 2020, estava presente em São Paulo e Salvador, expandindo suas atividades para o Rio de Janeiro na terceira edição. A iniciativa tem parceria com o programa A Cor da Bahia, da Universidade Federal da Bahia, com a Fundação Getúlio Vargas e com a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, além de contar com o patrocínio do Itaú, apoio do Instituto Ibirapitanga, família Pluciennik, bem como da plataforma Confluentes. 

Curta a nóticia:
Curta o CEERT: