EDITAL EQUIDADE RACIAL

ACESSAR

Ministro se reunirá com embaixadores para discutir destino do Fundo Amazônia

Autor: Bruna Narcizo, Bruno B. Soraggi e Victoria Azevedo Data da postagem: 15:45 23/05/2019 Visualizacões: 175
Curta a nóticia:
Curta o CEERT:
Ministro se reunirá com embaixadores para discutir destino do Fundo Amazônia / Imagem: Reprodução - Correio Amapaense

O ministro Ricardo Salles, do Meio Ambiente, vai se reunir com os embaixadores da Noruega e da Alemanha na próxima segunda (27) para discutir o destino do Fundo Amazônia.

Uma crise foi aberta há alguns dias porque o BNDES, que gere o fundo, afastou a diretora Daniela Baccas, responsável pela gerência dos recursos, do cargo. Ela caiu depois de críticas do ministro.

Os dois países praticamente sustentam o fundo: a Noruega já repassou R$ 3 bilhões a ele e a Alemanha, R$ 192 milhões. Já o Brasil contribuiu com apenas R$ 17 milhões.

Depois das críticas do ministro brasileiro, a embaixada norueguesa divulgou nota elogiando a “robusta estrutura de governança” do fundo e os resultados alcançados, com redução do desmatamento em anos passados.

Salles diz que mostrará aos governos estrangeiros um relatório que auditou a gestão do fundo e que proporá aos dois países “melhorias na governança” dos recursos.

O desmatamento de maio já bateu recorde para o mesmo mês em uma década.

Salles afirma que a responsabilidade é de governos anteriores. E que o fenômeno mostra que é necessária “uma outra abordagem” para o problema.

A curadora Mônica Maia e o produtor Mario Ubirajara foram à abertura da exposição “Limbus”, do fotógrafo Gustavo Gusmão, realizada no MIS, na terça (21). O também fotógrafo Fabricio Brambatti
e a produtora Cristiane Almeida passaram por lá.

A Polícia Federal já encaminhou o relatório sobre a investigação do assassinato da vereadora carioca Marielle Franco para Raquel Dodge, procuradora-geral da República.

Dodge exigiu que a PF apurasse a conduta de investigadores do caso, no ano passado, depois de várias evidências de irregularidades. O então ministro da Segurança, Raul Jungmann, também defendeu a medida.

Um delegado da própria Polícia Federal estaria envolvido na tentativa de obstrução da operação, levando uma testemunha para dar falso testemunho e dificultar a solução do caso.

Lula enviou uma carta a Chico Buarque parabenizando o músico pelo Prêmio Camões, de literatura.

“Fiquei feliz pelo prêmio, mas muito mais feliz porque a [TV] Globo teve que colocar você no ar em horário nobre, pela primeira vez vi sua cara na Globo”, disse o petista.

Chico e sua namorada, a advogada Carol Proner, enviaram de volta ao ex-presidente, por meio de amigos que o visitam, uma foto dos dois fazendo o L de “Lula Livre”.

A peça “Roda Viva”, do Teatro Oficina, seguirá em cartaz até o dia 30 de junho. A temporada, que já foi esticada duas vezes por conta da procura por ingressos, estava prevista para acabar no dia 2 de junho.

Atores como Eva Wilma, Odilon Wagner, Débora Falabella e Regiane Alves assinaram uma petição que se opõe à paralisação da 34ª edição do Programa de Fomento ao Teatro.

Organizado pelo Movimento de Teatro de Grupo de SP, o documento já reúne 2.000 assinaturas.

Em maio, o Tribunal de Justiça de SP acolheu pedido de liminar que questionava o formato da comissão que julga as propostas inscritas.

O deputado estadual Teonilio Barba (PT-SP) apresentou um projeto de decreto legislativo que susta o decreto do governador João Doria que altera a composição do Condephaat, conselho estadual de patrimônio.

Barba critica a redução da participação dos representantes de universidades no órgão. Segundo ele, o decreto é um “retrocesso em relação à representação especializada”.

A Secretaria de Economia e Cultura Criativa de SP diz que “procurou fazer com que o Condephaat seja mais representativo e mais eficiente”. O decreto teria incluído “áreas importantes que não estavam representadas” e atenderia a “todos os requisitos legais”.

A presidente do conselho da Fundação Tide Setubal, Maria Alice Setubal, e a diretora-executiva do Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades, Cida Bento, foram ao debate “Olhares para a Educação Pública”, no MIS, na terça (21). A escritora Ana Maria Gonçalves e a líder indígena Sonia Guajajara também estiveram presentes.

Irit Czerny recebe Helena Montanarini e convidados para o lançamento da AQuadra Higienópolis. Na quinta (23), às 17h.

O fotógrafo Jason Peterson abre na quinta (23) a mostra “Color Blind”. Às 19h, na GWS Gallery, em SP.

O evento Casar.com 2019 começa na quinta (23) e vai até o dia 26 de maio no shopping JK Iguatemi, em São Paulo.

O livro “Why Not”, da jornalista Raquel Landim, será lançado na quinta (23). A partir das 19h, na Livraria da Vila.

Curta a nóticia:
Curta o CEERT: