COMUNICADO

LEIA

Desabafo Social, ItsNoon e Colaboraê criam projeto de geração de renda para pessoas em quarentena

Autor: Nataly Simões Data da postagem: 16:00 19/03/2020 Visualizacões: 78
Curta a nóticia:
Curta o CEERT:
Desabafo Social, ItsNoon e Colaboraê criam projeto de geração de renda para pessoas em quarentena/ Imagem: Reprodução - Divulgação - Alma Preta

Iniciativa ocorre por meio de desafios onde os participantes podem responder e juntar dinheiro em uma carteira digital e sacar semanalmente.

Com a pandemia do Covid-19, o coronavírus, muitos brasileiros que não possuem renda fixa terão suas finanças impactadas pela quarentena. Para apoiar esse público, especialmente das periferias, a organização Desabafo Social, a plataforma tecnológica ItsNoon e o espaço cultural Colaboraê se uniram para mobilizar pessoas e ampliar a distribuição de renda.

A partir desta terça-feira (17), começaram a ser criados no aplicativo da ItsNoon desafios sociais e criativos onde os participantes serão recompensados em dinheiro semanalmente. As pessoas que vão ficar sem renda por conta da pandemia do Covid-19 podem baixar o aplicativo, responder os desafios e juntar dinheiro na carteira digital para sacar semanalmente.

Pessoas físicas e empresas que têm condições de contribuir com a iniciativa podem criar desafios na plataforma ou apoiar financeiramente desafios já existentes. Hoje, a atriz e cantora Jennifer Nascimento lançou na plataforma o desafio “Mostre seu talento na música. Envie um vídeo seu cantando ou tocando algum instrumento”. A atriz e vencedora do BBB 18, Gleici Damasceno, por sua vez, lançou o desafio “Mostre através de fotos, desenhos, ilustrações ou vídeo, o que podemos esperar da sociedade depois do coronavírus”.

A Iniciativa criada em 2019 apoiou ideias de jovens empreendedores e distribuiu R$ 18 mil entre dezembro passado e fevereiro de 2020. De acordo com a idealizadora de negócios sociais de comunicação, educação e empreendedorismo social Monique Evelle, o foco no momento é garantir a renda das pessoas que não terão como arcar com itens básicos de higiene e de alimentação e contas fixas por causa da disseminação do coronavírus.

“Sabemos que nem todo mundo que está em casa terá uma renda no final do mês porque vivemos em um sistema precarizado com trabalhadores autônomos e sem estabilidade. Os desafios já existiam e agora serão voltados para pessoas em quarentena, pois os boletos não vão parar de chegar. É uma forma que encontramos de garantir renda mínima com criatividade e soluções reais”, afirma.

Entenda como funcionam os desafios:

 
 
 
Ver essa foto no Instagram

Saiba como começar a juntar seu dinheiro e resolver problemas reais de forma coletiva!

Uma publicação compartilhada por Desabafo Social (@desabafosocial) em

 

 

 

 

 

 

 

Curta a nóticia:
Curta o CEERT: