Programa Prosseguir 2ª Edição

conheça

Geralda, mais um pouco de paciência por (alguma) justiça por seu filho morto no massacre do Carandiru

Autor: Gil Alessi Data da postagem: 12:00 03/11/2017 Visualizacões: 981
Curta a nóticia:
Curta o CEERT:
Dona Geralda aguarda no Fórum, em São Paulo / Foto: Raoni Maddalena - El País

Tribunal de São Paulo determinou que o Estado pague 63.000 de indenização para a aposentada de 85 anos. Uma parte ela já recebeu. A outra, ainda exige sua paciência

A vida de Dona Geralda da Conceição da Costa, 85, é marcada por perdas. Dos 17 filhos que deu à luz, apenas quatro estão vivos. Oito deles se foram quando ela ainda morava na roça em São João Evangelista, interior de Minas Gerais, das doenças que derivaram da miséria do campo. Outros cinco morreram em São Paulo, depois que Geralda veio junto com o marido para a capital em busca de uma vida melhor em 1975 — ele como pedreiro, ela empregada doméstica. Uma delas marcou a senhora de rosto vincado, típico de quem trabalhou por quatro décadas no roçado. A única morte matada na família: Mário Felipe dos Santos, de 23 anos, foi um dos 111 homens assassinados no pavilhão nove da Casa de Detenção, no episódio que ficou conhecido como o Massacre do Carandiru, em 1992.

Curta a nóticia:
Curta o CEERT: