Educação Básica - Projetos e Artigos científicos ACESSAR

Por que devemos falar mais sobre a saúde mental das mulheres

Autor: Maria Fernanda Quartiero e Luciana Barrancos Data da postagem: 14:00 23/07/2021 Visualizacões: 252
Curta a nóticia:
Curta o CEERT:
Sintomas de estresse, ansiedade e depressão são prevalentes na população feminina, ainda mais com a pandemia. /Ilustração: William Santiago - Reprodução - Veja Saúde

Prevenção ao sofrimento psicológico precisa fazer parte dos cuidados com a saúde delas. Problemas mentais e emocionais se acentuaram após a Covid-19

Agentes de mudança social, as mulheres são referências dentro de seus núcleos familiares e representam parte fundamental da força de trabalho na educação e na atenção básica à saúde. No tocante a diversas áreas da saúde, elas também são foco de grandes campanhas de prevenção, voltadas principalmente para o câncer de mama, o câncer de colo de útero, as infecções pelo HPV… Mas por que não inserir nesse rol os cuidados com a saúde mental?

Algumas estatísticas refletem a realidade e o sofrimento de grande parte das mulheres. De acordo com a Mental Health Foundation, um estudo realizado em 2016 no Reino Unido evidenciou que uma em cada cinco mulheres de 16 a 25 anos apresentava algum problema psicológico, com relatos de automutilação e casos de suicídio.

Leia mais em: https://saude.abril.com.br/blog/com-a-palavra/por-que-devemos-falar-mais-sobre-a-saude-mental-das-mulheres/

 

Curta a nóticia:
Curta o CEERT: