Chamada Pública: ReIntegrar com equidade de raça e gênero para egressos do sistema carcerário ACESSAR

Voltar

EDUCAR PARA EQUALIZAR

Objetivo

Auxiliar a escola na construção da identidade étnica dos alunos, pais e funcionários. Tornar visível a temática racial para a comunidade. Promover a igualdade racial a partir da cultura negra. Propiciar oficinas e encontros que tenham relevância para a temática.

Metodologia

Sensibilização dos funcionários. Promoção de palestras. Esclarecimento acerca do hip-hop. Desfiles culturais para a desinibição das crianças. Utilização da literatura infantil a fim de tornar visível os personagens negros.

Atividades

• Apresentação de músicas e ritmos de dança afroregional. • Desfile de penteados afros. • Conversas com profissionais ligados ao Movimento Negro, pesquisadores, agentes culturais e oficineiros. • Apresentações de hip-hop e do filme “Kiriku e a Feiticeira”. • Confecção e leitura de livros de história. • Confecção de bonecas negras e colares coloridos de argila. • Pesquisas de imagens em revistas.

Resultados

Reconhecimento da comunidade para a importância de trabalhar a temática racial. Foi observada uma mudança de postura dos funcionários da creche que deixaram de pronunciar palavras depreciativas em relação ao negro. Eles, também, começaram a perceber os preconceitos implícitos em nossa rotina. Depois do projeto, as crianças negras são mais felizes e falantes, gostam que outras crianças mexam em seus cabelos. Elas se identificam como negras, quando fazem atividades de colagem, desenho, recorte de revistas ou encartes.

Docentes

Profª: Mara Cristina de Almeida Santos
Profª: Marili Conceição de Aragão
Profª: Gláucia Eli da Silva

Imagens