EDITAL EQUIDADE RACIAL

ACESSAR
Voltar

Plantas Sagradas do Candomblé como Instrumento para Tolerância Religiosa e Igualdade Racial

Objetivo

Utilizar as plantas sagradas do candomblé como instrumento de intervenção para trabalhar as temáticas da Tolerância Religiosa e da Igualdade Racial, pautados na educação em direitos humanos e no respeito à pluralidade religiosa.

Metodologia

Com a inserção dos alunos em todas as etapas do projeto, foram realizadas oficinas em grupo para a socialização das descobertas, nas quais os alunos puderam elaborar seus conceitos por meio das situações problemas. Essa estratégia foi estabelecida com o objetivo de aproximar os alunos de diversas denominações religiosas, para que pudessem interagir, proporcionando a convivência pacífica dentro da pluralidade religiosa.

Atividades

• Atividades em grupo a fim de melhorar a interação entre os alunos de diversas denominações religiosas; • Coleta das plantas sagradas e medicinais listadas pelo professor nos seus respectivos quintais; • Herborização e identificação das plantas para tombamento em herbário; • Montagem de exsicatas (amostras); • Plotagem de planilha das plantas coletadas, informando, principalmente, seu uso medicinal e religioso; • Exposição das exsicatas e elaboração de textos.

Resultados

Dentre os resultados alcançados estão: redução de agressões verbais por intolerância religiosa, principalmente, aos adeptos das religiões de matriz africana; diminuição do preconceito e discriminação ligados ao racismo; inclusão do tema nos componentes curriculares e preservação das plantas sagradas do candomblé (exsicatas) como fonte de resgate cultural e religioso dos povos afro-brasileiros.

Docentes

Inaldo do Nascimento Ferreira (autor)
Jatiniel David Castro - Matemática
Cíntia Cardilane – Português
Marlene Barbosa da Silva - Sociologia
Rosecleide Quirino - Português

Imagens