EDITAL EQUIDADE RACIAL

ACESSAR
Voltar

“Conhecendo um pouco da África por meio das Histórias”

Objetivo

Promover ações para que as crianças e a comunidade escolar pudessem conhecer, reconhecer e valorizar os modos de vida, a cultura e a identidade dos africanos e seus descendentes, por meio das histórias que abordam a temática, oportunizando romper com o silêncio racial e superar as visões estereotipadas.

Metodologia

Foram duas as mediações que nortearam a construção do projeto – a sensibilização por meio da literatura e a contação de histórias (em rodas). Essa estratégia buscou levar para a cultura escolar e para a cultura infantil os contos africanos e afro-brasileiros, enfatizando as diferenças, a riqueza cultural, valores como amizade, respeito e a persistência, com personagens negros representados de forma positiva, com qualidade e beleza; rodas de discussões e debates e outros registros

Atividades

• Pesquisas com temas sobre: a África, a diáspora, a resistência negra e a formação dos quilombos e resolução de problemas; • Contação de histórias (“Bruna e a Galinha D’Angola”, “O amigo do Rei”, “Zumbi o pequeno guerreiro”, “Chuva de Manga etc.), com variados; • Registros subsequentes às contações de histórias; • Exibição de filmes, vídeos, (montagem) e imagens (“Kirikú e a feiticeira, Kirikú e o animais selvagens”, Zumbi); • Visita à Comunidade Quilombola de Mangueiras (registro no livro de pano); • Atividades com as famílias e a comunidade escolar realizando junto a eles: a exposição do tema, detalhando estratégias, ações e forma de participação (contribuições em mostras, visitas, exposições e “Chá de Histórias”, no qual as famílias contaram suas histórias).

Resultados

Foram muitas as conquistas alcançadas, dentre elas: maior diálogo entre famílias/ educadoras / crianças sobre educação das relações étnico-raciais; desconstrução de visões estereotipadas sobre os afro-brasileiros e africanos e suas culturas; reconto de histórias e registro da visita à Comunidade Quilombola de Mangueiras e confecção de um livro de pano com o reconto da história desse Quilombo. A comunidade escolar teve a chance de participar na construção e disseminação de atitudes de respeito à diversidade.

Docentes

Andreza Mara da Fonseca (autora e idealizadora), Laura Sobral e Sílvia Moreira (abraçaram o projeto e auxiliaram na execução).

Imagens