Educação Básica - Projetos e Artigos científicos ACESSAR

Mulheres Afrodescendentes na América Latina e no Caribe – Dívidas de Igualdade


Editora: CEPAL

Autor: CEPAL

Publicado: 2018

A interseção dos sistemas combinados de opressão determina e condiciona a posição socioeconômica das mulheres afrodescendentes nas sociedades latino-americanas e caribenhas, que se expressa estruturalmente como discriminação étnico-racial e de gênero. A proposta desse estudo é oferecer um panorama das diversas desigualdades que as mulheres afrodescendentes da região experimentam e contribui para a discussão sobre políticas que procuram eliminar todas as formas da discriminação que as afetam. Para isso, adota uma perspectiva interseccional e de gênero, a fim de visibilizar as diferenças sociais, econômicas, educacionais, de saúde e de outro tipo em relação aos homens afrodescendentes e aos homens e mulheres não afrodescendentes. Este estudo foi estruturado a partir de três dimensões da autonomia das mulheres: econômica, física e na tomada de decisões. Está publicação foi preparada sob a responsabilidade da Divisão de Assuntos de Gênero da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), a elaboração coube a Maria Aparecida Bento no artigo “Entre o racismo institucional e a institucionalização das políticas de igualdade racial e de gênero". Está publicação fica disponível no site da CEPAL, baixe gratuitamente (https://bit.ly/2FHQjVJ). 

Relacionados